PROJETO APTO [2010 – 2012]

[PROJETO APTO] – PROCEDIMENTOS PROJETUAIS PARA OBTENÇÃO DA QUALIDADE ESPACIAL DE EDIFÍCIOS DE APARTAMENTOS

[Institutos] Faculdade de Arquitetura e Urbanismo e Design (FAUeD) – Universidade Federal de Uberlândia
[Período] 2010 a 2012
[Financiamentos] PROPP/UFU Nº 04/2009 2010-2012
PIBIC/FAPEMIG/UFU Nº 18/2009
PIBIC/CNPq/UFU Nº 1/2009
PIBIC- FAPEMIG Nº 07/2011
[Resumo] Analisando a qualidade espacial de projetos de edifícios de apartamentos edificados após o ano de 2000 na cidade de São Paulo pelo mercado imobiliário observa-se certa repetição de modelos habitacionais na qual os aspectos cosméticos parecem ser valorizados nas soluções projetuais e demonstra, em geral, pouca preocupação com as reais necessidades do usuário final, cujos modos de vida e formatos familiares estão em constante alteração. As unidades habitacionais tipo destes edifícios são caracterizadas, na grande maioria dos casos, por sua exiguidade de áreas, monofuncionalidade, compartimentação e estanqueidade dos espaços. Quesitos como a publicidade passaram a dividir, se não suplantar, os aspectos arquitetônicos e programáticos dos edifícios produzidos. Esses modelos de habitações estandardizados e repaginados oferecidos pelo mercado imobiliário paulistano passaram a ser transplantados para algumas cidades de médio porte brasileiras, corroborando para a inadequação aos diversos e alterados modos de vida dos moradores.
Historicamente a produção do objeto arquitetônico foi encarada como um processo linear, tendo a construção como sua finalização. Entretanto, o estudo do uso dos espaços pode introduzir ao processo projetual um feedback aos projetistas o que acabou por reestruturá-lo. Neste sentido evidencia-se a definição do programa do projeto arquitetônico que relaciona espaços e comportamento, obtidos a partir dos trabalhos relativos a APO, na qual o uso liga-se diretamente à elaboração do programa do edifício.
Nesse sentido esta pesquisa tem como objetivo principal dispor procedimentos projetuais para obtenção da qualidade espacial em edifícios de apartamentos destinados à classe média da sociedade lançados pelo mercado imobiliário em cidades de médio-porte brasileiras (Ribeirão Preto – SP, Uberlândia – MG). Tais procedimentos serão dispostos a partir, principalmente, da aplicação de avaliação pós-ocupação funcionais dos edifícios.
Metodologicamente essa pesquisa se estrutura em: (i) reflexão sobre o estado da arte da modalidade habitacional apartamento através da análise das principais tipologias de edifícios de apartamentos comumente ofertadas nas cidades estudadas a partir de 2000, identificando padrões projetuais; (ii) identificar e analisar as etapas do processo de projeto de empreendimento de edifícios de apartamentos nas cidades estudadas, avaliando as referências da dinâmica e da produção imobiliária paulistana na produção imobiliária local; (iii) aplicação de método avaliativo da qualidade habitacional que possa retroalimentar projetos futuros, enfocando os aspectos funcionais da habitação; (iv) elaboração de quadro comparativo da produção imobiliária das cidades estudadas; (v) discutir as possibilidades de revisão no atual processo projetual posto em prática pelos agentes imobiliários públicos e privados.
Considera-se nessa pesquisa a hipótese de que a qualidade projetual – espacial – tende a melhorar através da montagem e observação, por parte dos arquitetos, agentes imobiliários públicos e privados, de bancos de dados municiados por avaliações pós-ocupação, notadamente sobre as informações relativas às maneiras e modos de morar das famílias. Discute-se a capacidade da programação arquitetônica de garantir a realimentação de projetos através de procedimentos que considerem, além de outros aspectos, as informações levantadas nas APOs. Finalmente propõe procedimentos projetuais que podem, entre outros elementos, contribuir para obtenção da qualidade espacial de edifícios de apartamentos, aumentando sua sustentabilidade.
Esta pesquisa tem como objetivo principal dispor procedimentos projetuais para obtenção da qualidade espacial em edifícios de apartamentos destinados à classe média da sociedade lançados pelo mercado imobiliário em cidades de médio-porte brasileiras (Ribeirão Preto – SP, Uberlândia – MG). Tais procedimentos serão dispostos a partir, principalmente, da aplicação de avaliação pós-ocupação funcionais dos edifícios.
Metodologicamente essa pesquisa se estrutura em: (i) reflexão sobre o estado da arte da modalidade habitacional apartamento através da análise das principais tipologias de edifícios de apartamentos comumente ofertadas nas cidades estudadas a partir de 2000, identificando padrões projetuais; (ii) identificar e analisar as etapas do processo de projeto de empreendimento de edifícios de apartamentos nas cidades estudadas, avaliando as referências da dinâmica e da produção imobiliária paulistana na produção imobiliária local; (iii) aplicação de método avaliativo da qualidade habitacional que possa retroalimentar projetos futuros, enfocando os aspectos funcionais da habitação; (iv) elaboração de quadro comparativo da produção imobiliária das cidades estudadas; (v) discutir as possibilidades de revisão no atual processo projetual posto em prática pelos agentes imobiliários públicos e privados.
Considera-se nessa pesquisa a hipótese de que a qualidade projetual – espacial – tende a melhorar através da montagem e observação, por parte dos arquitetos, agentes imobiliários públicos e privados, de bancos de dados municiados por avaliações pós-ocupação, notadamente sobre as informações relativas às maneiras e modos de morar das famílias. Discute-se a capacidade da programação arquitetônica de garantir a realimentação de projetos através de procedimentos que considerem, além de outros aspectos, as informações levantadas nas APOs. Finalmente propõe procedimentos projetuais que podem, entre outros elementos, contribuir para obtenção da qualidade espacial de edifícios de apartamentos, aumentando sua sustentabilidade.
[Docentes]
Profª Drª Simone Barbosa Villa – coordenadora
Profª Ma. Rita de Cássia Pereira Saramago – pesquisadora
Profª Drª Beatriz Ribeiro Soares – pesquisadora
Profª Drª Elza Cristina Santos
– pesquisadora
[Discentes]
Audrey Soares Fogaça – Graduanda FAUeD/UFU 
Fabrício Garcez Caetano – Graduando FAUeD/UFU 
Gabriela Silva Garcia – Graduanda FAUeD/UFU
Israel Gollino – Graduando FAUeD/UFU 
Izabela Ilka Medeiros Libera – Graduanda FAUeD/UFU 
Laíta Alves Silva – Graduanda FAUeD/UFU
Lara Aline Souto Melo – Graduanda FAUeD/UFU 

Marielle Aparecida T. Rocha– Graduanda FAUeD/UFU 
Verônica Anselmo Jorge – Graduanda FAUeD/UFU 

Anúncios